Razão de nossa serenidade

Mesmo em meio às tentações e aos sofrimentos inerentes à nossa vida mortal, devemos procurar manter nossa alma serena, tranquila e jubilosa. Pois sobretudo nas horas de sofrimento e de tentação sempre poderemos contar com esse fator de paz fundamental: “Nossa Senhora estará comigo, ainda que eu não esteja com Ela. Não me abandonará nunca e me ajudará em todas as circunstâncias. Virá ao meu encontro com a exuberância de sua misericórdia, concedendo-me mais do que peço e mais do que Lhe retribuo, deixando-me pasmo e desconcertado diante de tudo o que Ela faz por mim”.

Plinio Corrêa de Oliveira (Extraído de conferência em 16/6/1972)

Escreva um comentário